Resolva o problema Verification Required na Apple Store

Um amigo meu comprou um iPad e de uns tempos para cá não estava conseguindo baixar nada na Apple Store Brasileira. Quando ele clicava no botão instalar de um aplicativo aparecia a mensagem:

Ao clicar no botão continue, apareciam os dados para serem confirmados (nome, dados do cartão, endereço, etc), porém ao clicar em confirmar aparecia a mensagem: “o estado precisa ter 3 dígitos“. Hã?! Como assim :S ?! Até hoje que eu saiba os estados Brasileiros só possuem 2 dígitos, e o pior no campo de seleção de estado não tinha nenhum com 3 dígitos.

Eu e meu marido perdemos um tempo tentando descobrir como resolver esse bug. Atualizamos o cadastro dele no site da Apple, preenchemos todos os campos, mas ao voltar no iPad na Apple Store dava o mesmo erro: “o estado precisa ter 3 dígitos“.  Foi aí que resolvemos pesquisar no Google e vimos que várias pessoas estavam com o mesmo problema tanto para iPad quanto para iPhone. A dica que encontramos para resolver foi:

  1. Entrar no iTunes;
  2. Alterar o cadastro e deixar o estado em branco;
  3. Salvar a alteração;
  4. Depois repitir o mesmo processo e salvar com o estado correto;
  5. Voltar no iPad/iPhone e tcharãaa, os aplicativos já podem ser baixados.

Agora a minha pergunta, como a Apple ainda não percebeu esse bug?!

Leia Mais

Adobe anuncia fim do Flash para celulares e tablets

A Adobe anunciou nesta quarta-feira que não vai mais desenvolver o plug-in do Flash para navegadores de celulares e tablets. O plug-in motivou há alguns anos uma batalha pública entre Adobe e Apple, cujo cofundador Steve Jobs considerava o Flash vulnerável, fechado e um consumidor voraz de bateria. O iPhone e o iPad não dão suporte ao plug-in.

Em comunicado, a Adobe informou que passaria a focar no HTML5, que permite a criação de conteúdo similar ao do Flash mas cuja tecnologia não pertence à Adobe.

A empresa prometeu continuar dando suporte às versões já existentes do plug-in, para Android e BlackBerry, corrigindo falhas de segurança por exemplo.

Acho que na era onde a Internet era estática o Flash foi uma revolução, trazendo animações e movimentos para os sites. Hoje isso já não é mais necessário, visto que existem outras formas tais como vídeos e scripts que podem trazer movimento para uma página.

Fonte O Globo

Leia Mais

Google lança serviço de pesquisa e comparação de produtos no Brasil

O Google lançou nesta quarta-feira (19/10) o serviço Google Shopping, que permite buscar e comparar produtos. De acordo com a companhia, o site já possui mais de 200 mil empresas de comércio eletrônico cadastradas para oferecer produtos em todo o mundo. O Brasil é o único país onde os usuários poderão consultar o preço parcelado de cada produto.

Além de aparecerem nas buscas, as pesquisas de produtos podem ser feitas no site do Google Shopping.

Ao buscar um produto, o usuário receberá resultados com fotos, resenhas, comentários de usuários e preços, além de poder filtrar o resultado e encontrar o local onde ele pode adquiri-lo. Esses resultados são exibidos na própria página de busca do Google. Os algoritmos da pesquisa determinam a relevância das respostas, assim como no mecanismo de busca normal, segundo a empresa.

A empresa afirma que, para o varejista, as vantagens do Google Shopping estão no cadastro  gratuito e na visibilidade dos produtos no mecanismo de busca do Google. No Brasil, o grupo Nova Pontocom, criado a partir da associação entre Grupo Pão de Açúcar e Casas Bahia, faz parte do Google Shopping.

Página principal do Google Shopping


 

Resultado da pesquisa do Google ao lado a opção shopping


Fonte: G1

Leia Mais

Google + para empresas

O Google está desenvolvendo um layout específico para empresas no Google+, e pede que os usuários não criem perfis de corporativos.

Para atender às necessidades das empresas, o Google deve começar a testar um novo layout de página nos próximos meses, com alguns parceiros selecionados. O site deverá incluir recursos que permitam sua integração com o sistema de anúncios do Google, o AdWords, e com sua ferramenta de medição de audiência na web, o Google Analytics.

Essa “separação” de perfis demonstra a preocupação do Google com sua nova rede social, que irá atingir tanto pessoas quanto empresas, concorrendo diretamente com o Facebook.

Fonte: Exame

 

Leia Mais

Conheça um pouco sobre o Projeto Google+

Compartilhamento da vida real, repensado para a web.

Hoje, cada vez mais, as conexões entre as pessoas acontecem on-line. Apesar disso, as nuances e a essência das interações do mundo real são perdidos na rigidez das nossas ferramentas on-line. Desta forma, o compartilhamento on-line é inadequado, ou até mesmo quebrado. É com esse objetivo que foi criado o Projeto Google+, leia-se Google plus. A ferramenta ainda está em fase de construção, portanto, o acesso é disponibilizado através de convites, lembrando a estratégia utilizada quando o Orkut foi criado.

Mas, o que é o Google+? O que tem de novo? Veja abaixo alguns itens importantes dessa novidade do Google.

 

+Círculos: compartilhe o que é importante com quem mais importa

Nem todos os relacionamentos são criados igualmente. Compartilhamos uma coisa com um colega de trabalho, outra com nossos pais e quase nada com nosso chefe. O problema é que os serviços on-line de hoje transformam amizades em fast food: embrulhando todo mundo com a embalagem “amigos”. Com isso, o compartilhamento torna-se prejudicado:

  • Queremos nos conectar com certas pessoas apenas em alguns momentos, mas o que acontece on-line é que sabemos tudo de todo mundo, o tempo todo.
  • Cada conversa on-line (com mais de 100 “amigos”) é uma exposição pública e, por isso, compartilhamos menos com medo dos holofotes.
  • Os conceitos de “amigo” e “família” são diferentes para cada pessoa, da sua própria maneira, nos seus próprios termos. Porém, perdemos essa diferenciação quando estamos on-line.

As pessoas, de fato, compartilham seletivamente o tempo todo, com seus círculos. Assim, esse conceito de Círculos foi trazido para para o software.

 

+Sparks: inicie uma conversa sobre qualquer assunto

Fixações saudáveis inspiram o compartilhamento, e todos temos uma (ou duas, ou três…). Talvez ela seja carros tunados, quadrinhos ou moda, mas a atração é sempre a mesma: ela aparece em uma conversa da qual participamos e, então, é compartilhada com outros fãs do assunto.

A web, é claro, está cheia de excelentes conteúdos, desde artigos recentes e fotos vibrantes a vídeos interessantes. Ótimo conteúdo pode gerar ótimas conversas. Então, foi criado um mecanismo de compartilhamento on-line chamado Sparks.

Graças ao expertise do Google, o Sparks exibe um feed de conteúdos atraentes de todas as partes da Internet, sobre qualquer assunto que você queira, em mais de 40 idiomas.

 

+Hangouts: pare e diga oi, cara a cara

Da mesa de bar ou da frente de casa, os seres humanos sempre gostaram de estar juntos. Estar junto é simples, mas perdemos esse atributo quando estamos on-line.

Quando você entra em um bar ou se senta na frente da sua casa, o sinal que você passa é “Ei, tenho um tempo livre agora, fique a vontade para falar comigo.” Além disso, cria-se um entendimento silencioso que coloca as pessoas a vontade e incentiva a conversação. As ferramentas de comunicação on-line de hoje não entendem este aspecto:

  • Para começar, elas são chatas. Você pode chamar todo mundo que está como “Disponível” mas, mesmo assim, você corre o risco de interromper os planos de alguém.
  • Elas também são bastante inadequadas. Quando a pessoa não responde, você não sabe se a pessoa está lá ou se ela não tem interesse em falar com você.

No Google+ foi criado Hangouts. Combinando encontros casuais com vídeos ao vivo, os Hangouts permitem que você pare quando for possível e passe um tempo com seus Círculos.

 

+Celular: compartilhe o que acontece, agora, sem complicações

Nos dias de hoje o telefone é o acessório de compartilhamento perfeito: está sempre com você, sempre conectado e é a maneira com que interagimos com nossos amigos mais próximos.

+Local, local, local
Na vida, os lugares que visitamos formatam as conversas de várias formas. Por exemplo, se ligamos para o João do aeroporto, certamente ele perguntaria sobre nossa viagem. Ou, se a Joana nos enviar uma mensagem de texto de um restaurante próximo, talvez encontrá-la para jantar. Com o Google+ você pode adicionar seu local em cada postagem (ou não, você decide).

+Instant upload
Transferir fotos do celular para a Internet é muito complexo e, por isso, ninguém se dá ao trabalho de fazê-lo. Por isso, criamos o Instant Upload para garantir que nenhuma foto interessante deixe de ser compartilhada. Cada vez que você tira uma foto, e com a sua pemissão, o Google+ a adiciona a um álbum particular on-line e a deixa disponível para todos os seus dispositivos. Prontas para serem compartilhadas quando você quiser.

+Chat em grupo (huddle)

Coordenar amigos e família em tempo real é uma tarefa difícil na vida real. Afinal, todo mundo tem uma rotina diferente, em lugares diferentes, e os planos mudam a todo momento. Telefonemas e mensagens SMS funcionam, mas não são ferramentas adequadas para reunir todo mundo. Assim, o Google+ inclui o Chat em grupo: uma experiência de mensagens on-line em grupo que permite que todas as pessoas de um círculo saibam o que está acontecendo, na hora.

 
O Google está começando os testes externos do projeto Google+ e, por isso, algumas coisas ainda não estão perfeitas. Por isso, o acesso ao projeto é feito apenas por convite.

Eles prometem continuar trabalhando em aprimoramentos e recursos tanto para o Orkut quanto para o projeto Google+. Porém, tenho visto em pesquisas, que o Orkut está perdendo terreno para o Facebook aqui no Brasil, talvez o Google+ venha para tentar preencher esse espaço.

E aí será essa mais uma revolução na Internet?

Fonte: http://gplusproject.appspot.com/static/pt.html

Leia Mais